Recebimento de encomendas em condomínios exigem normas e cuidados

Com a comodidade das compras online e dos serviços delivery de muitas empresas, o número de encomendas destinadas à moradores de condomínios aumentou consideravelmente nos últimos anos. Porém, essa praticidade tem gerado problemas na segurança e no convívio condominial. Com organização e regras é possível contornar todos eles.

 

Uma norma básica para garantir o bem-estar dos condôminos é manter os entregadores do lado de fora dos condomínios. O Regimento Interno será um bom aliado na efetivação dessa e de outras normas. É por meio de assembleia e com a participação dos moradores que essas regras devem ser aprovadas e estabelecidas; e todos devem ser comunicados sobre o assunto.  

 

No recebimento, as regras sobre o que o condomínio pode receber, o tamanho máximo da encomenda, o valor do objeto recebido e o protocolo da mercadoria recebida e entregue com comprovante precisam ser bem definidos para evitar problemas aos porteiros e aos condomínios.

 

Uma dica interessante é o morador avisar ao porteiro sobre a espera de sua encomenda. Um local específico para armazenamento da mercadoria e o prazo para o condômino retirá-la também podem ser acordados.

 

Se o condomínio não possui um porteiro, a função de recebimento pode ser transferida para o zelador ou síndico. Nesse caso, para ajudar o profissional que faz a entrega, uma boa forma é sinalizar no interfone o apartamento responsável.