Confira algumas dicas para uma boa gestão do seu condomínio

 

Cada vez mais complexa, a função de síndico não permite a presença de aventureiros na administração do condomínio

Uma das tarefas mais complexas de quem atua na área da administração é a gestão de um condomínio. É cada vez mais comum que profissionais liberais, com formação superior, em cargos de gerência em suas respectivas empresas, se tornem também síndicos dos condomínios onde moram. Isso acontece porque a complexidade dessa tarefa tem aumentado muito.

Um indício desse novo tipo de profissional que vem ganhando espaço é o número cada vez menor de reeleições para síndico. De janeiro a abril deste ano, 35% dos condomínios no estado de São Paulo elegeram novos síndicos, contra 30% em 2015, como aponta pesquisa realizada pela administradora Lello.

Entre as atribuições deste profissional, como consta no artigo 1.348 do Código Civil, está o de representar, cumprir e fazer com que os moradores respeitem a convenção. Mas também o de salvaguardar partes comuns do empreendimento, convocar assembleias, elaborar orçamentos e receitas anuais, e conferir o pagamento das taxas dos condôminos.

Como se observa, são diversas as tarefas que o síndico tem que acompanhar no cotidiano do condomínio e, ainda, aliar com as atividades do seu trabalho regular. Até por isso, manter uma boa equipe de colaboradores é peça fundamental para o bom andamento do condomínio.

Com os avanços da tecnologia, o síndico moderno pode administrar o condomínio por meio da internet, pelos diversos aplicativos que possibilitam a sua gestão por uma tela de celular. No entanto, a presença física do síndico ainda é indispensável para solucionar problemas corriqueiros, sobretudo nas áreas comuns, como vagas de garagens, o respeito à lei do silêncio, segurança e possíveis discussões entre condôminos.

Nos dias atuais é imperativo, caso o condomínio pense em uma administração moderna, enxergá-lo como uma verdadeira empresa. Possuir uma gestão competente, eficiente e segura faz do seu condomínio um lugar melhor para você e para os seus vizinhos.

Veja algumas dicas para uma boa gestão do seu condomínio

Preze pela organização: Quanto mais organizado for o seu condomínio mais fácil será administrá-lo. Por isso, se você tiver facilidade com a tecnologia, procure por aplicativos de gestão de condomínio para auxiliá-lo. Se não for o seu caso, mantenha em dia documentos importantes e observe as datas de manutenção dos equipamentos do edifício.

Manutenção em dia: Um síndico bem organizado não esquece a manutenção de nenhum equipamento do condomínio. Observe as áreas comuns do empreendimento como jardins, calçadas, playgrounds, escadas, elevadores e os itens de segurança que são obrigatórios por legislação estar em dia.

Seja receptivo aos elogios e às críticas: Um síndico moderno deve saber ouvir os outros. O reconhecimento de um bom trabalho é algo que sempre nos engrandece. Porém, saber entender as críticas e crescer com elas é essencial para alcançar a maturidade profissional.

Delegue algumas tarefas básicas: Você pode até delegar algumas tarefas, caso seja necessário. Para isso, crie conselhos, com ajuda dos condôminos, que irão lhe auxiliar na gestão do condomínio em assuntos como limpeza e conservação, por exemplo.     

Tenha o controle financeiro de sua gestão: Na função de síndico você só está administrando o dinheiro do condomínio. Por definição, um dinheiro de todos que moram no empreendimento. É obrigação do síndico prestar contas dos gastos de sua gestão. Pode, inclusive, responder criminalmente por uma má gestão. Por isso, uma boa administração preza pela transparência.

Conte com a ajuda de assessores nas áreas jurídica e contábil: Em um condomínio existem diversas obrigações tributárias e jurídicas. O síndico não precisa saber de tudo isso. Mas é obrigação do gestor escolher um escritório competente para ajudar em questões inerentes à administração.

Por fim, tenha orgulho de ser síndico. Mesmo que seja uma função cada vez mais complexa e extenuante, o gestor é o responsável direto pelo patrimônio dos moradores e do bem-estar de todos. Portanto, é um posto extremamente estratégico para o cotidiano do condomínio.

 

Fonte: Viva o Condomínio