Cuidados devem ser adotados com a segurança dos condomínios nas férias

Julho é tempo de férias escolares e é quando muitas pessoas decidem sair para viajar. O sossego e diversão não devem, porém, tirar a atenção dos moradores sobre seus apartamentos, que estarão fechados nesse período. Certos cuidados precisam ser tomados para garantir a segurança e evitar transtornos como as invasões das unidades que dão sinais de que estão vazias.

 

Uma precaução básica é verificar se todas as janelas e portas estão devidamente travadas; assim como fechar os registros de água e gás. Suspender a entrega dos jornais diários e revistas para não gerar acúmulo de correspondências e evidenciar que o imóvel está vazio; e manter atualizados os dados de contato do morador são outras práticas válidas quando se trata de proteção condominial.

 

Evite deixar as chaves com terceiros, a menos que sejam pessoas de extrema confiança. Confiança também é importante na escolha de um vizinho para informar sobre sua ausência, ele poderá ficar atento a possíveis movimentações estranhas.

 

Não forneça informações sobre a data e horário do seu retorno aos funcionários ou pessoas desconhecidas. Nesse caso, é melhor ser discreto e não sair contando para todos sobre a viagem de férias.

 

A garagem é um ponto bastante vulnerável, por onde grande parte das invasões acontece. O controle constante dessa área é indispensável, assim como das áreas comuns e dos muros que cercam o condomínio. O mesmo cuidado deve ser dispensado à guarita, de onde se registra um grande fluxo de pessoas.

 

E mesmo ausente, as regras do condomínio devem ser seguidas pelo condômino, por isso, louça suja e lixeira cheia, assim como outros tipos de sujeira, continuam não sendo permitidas. Além do mau cheiro, essas condições atraem ratos e insetos, indesejados pela comunidade condominial. Os animais de estimação também não devem ser deixados sozinhos, ainda que a viagem seja curta.