Funcionário denuncia morador de condomínio de luxo por injúria racial

O gerente de segurança de um condomínio de luxo denunciou à Polícia Civil, nesta segunda-feira (22), um morador por injúria racial durante uma confusão no local, em Goiânia. Outros vigilantes ainda registraram ocorrência por lesão corporal contra o condômino e visitantes.

A confusão ocorreu na noite de sábado (20) quando funcionários foram atender a um chamado em uma casa, onde acontecia uma festa. Segundo relato dos vigilantes aos policiais, eles queriam levar um convidado que estava exaltado para a delegacia, o que causou revolta nas demais pessoas que estavam no imóvel.

Ao G1, a chefia de segurança do Condomínio Jardins Florença informou que não têm “nada a declarar” sobre o caso. A gerência do condomínio também  foi procurada, mas funcionários informaram que nenhum responsável estava no local. Ninguém retornou às ligações até a publicação desta reportagem.

Investigação
Titular do 20º Distrito Policial, o delegado Gilberto Ferro explicou ao G1 que quatro vigilantes denunciaram agressões. Por isso, foi registrado um termo circunstanciado de ocorrência por lesão corporal leve e vias de fato.

De acordo com o delegado, uma pessoa tentou até tirar a arma de um dos funcionários. “Um visitante avançou contra um vigilante na tentativa de tirar a arma dele. A arma chegou a cair no chão, mas ele não pegou porque os outros vigilantes intervieram”, relatou o delegado.

Durante a confusão, segundo o relato das vítimas, o gerente de segurança foi alvo de injúria racial, o que será investigado. “Vamos instaurar o inquérito por injúria em razão de ele ter proferido palavras referentes à raça negra do vigilante”, disse Ferro.

O delegado apura quantas pessoas se envolveram na confusão. Ele deve intimar os envolvidos a prestar depoimento.

Fonte: G1.