Medição individualizada de água será obrigatória em condomínios

Para aprimorar a sustentabilidade ambiental e fazer justiça àqueles que economizam água, o presidente da República em exercício, Michel Temer, sancionou neste mês a lei 13.312, que torna obrigatória a medição individualizada do consumo de água em novos condomínios.

 

A medida, segundo o governo, vai incentivar a economia desse recurso e também permitirá que os condôminos paguem taxas mais justas e adequadas ao seu real consumo, já que o hidrômetro discrimina o uso de cada apartamento.

 

Pelo sistema de medição coletiva, quem toma um banho de cinco minutos paga a mesma conta daquele morador que leva mais de uma hora para essa mesma atividade, ou seja, por mais que haja consciência ambiental e economia de água, todos pagam valores iguais.

 

Publicada em edição extra do Diário Oficial da União, ainda no dia 12 de julho, quando foi sancionada, a lei entrará em vigor no prazo de cinco anos, a partir da data de sua publicação. Os novos condomínios, em cumprimento da lei, deverão ser construídos com hidrômetros capazes de medir o consumo de água de forma individualizada para cada unidade. Vale ressaltar que a lei não atinge condomínios construídos antes dela.

 

Além da forçosa economia de água pela cobrança apropriada do consumo de cada condômino, o equipamento de medição individualizada também pode identificar algum vazamento, facilitando a solução de um problema que poderia se estender por muito mais tempo.

 

Dica: Ainda que seu condomínio disponha de sistema coletivo de medição de água, faça sua parte, economize água e garanta um futuro melhor para o nosso planeta!