Não ao vandalismo | Atos de vandalismo desvalorizam condomínio e trazem prejuízos ao condomínio

Pixos nas paredes, extintores descarregados, bancos quebrados e jardins degradados por moradores do próprio condomínio parece ser algo impensável. Mas esse tipo de “brincadeira” mais comum entre jovens e adolescentes acontece e pode trazer prejuízos diversos ao condomínio.

Além de incomodar os moradores, estes atos geralmente não são cobertos pelo seguro, então é importante que os danos sejam registrados por vídeo, fotos ou testemunhas e enviado, por escrito, aos pais ou responsáveis, sendo estabelecido ainda um prazo para explicações e pagamento voluntário para devidos reparos.

De acordo com a Convenção ou Regimento Interno, o morador deve receber ainda multas e outras penas administrativas, que devem ser debitadas na parcela mensal do condômino, nos atos comprovados. Se o morador persistir com esse tipo de atitude, o caso de reiterado comportamento antisocial, o morador poderá ser constrangido a pagar multa correspondente a dez vezes o valor da taxa mensal.

É válido lembrar, no entanto, que danos nas unidades privativas ou bens privados dos condôminos, praticados por outros condôminos deverão ser resolvidos entre as partes. A responsabilidade é privada, e não do condomínio.

Valorize seu patrimônio!